O TEMPO SITE 10 09 2017 EXATO.jpg

A ADMINISTRAÇÃO EO SURGIMENTO DA GESTÃO DE PESSOAS V

Adelcio Machado dos Santos *

A ADMINISTRAÇÃO EO SURGIMENTO DA GESTÃO DE PESSOAS V
Adelcio Machado dos Santos *



Em substituição à era industrial neoclássica, surge, em torno do início da década de 90, a era da informação. Com essa era, uma sociedade tende a tornar-se uma consciência única. O computador anunciado por antecipação, uma situação de compreensão e unidade, universais através da tecnologia.

De acordo com Wiener (apud KUMAR, 1997), a informação representa um requisito para a áreas no meio social. É através dela que se processa o intercâmbio entre o homem e o ambiente no qual está inserido.

A tecnologia tem passado por um intenso desenvolvimento e influenciada a rotina dentro das associações e como pessoas que dela participam.

Kumar (1997) saliente que a influência do conhecimento e das tecnologias de informação sobre o mercado de trabalho se dá principalmente pelo aumento do conteúdo de conhecimentos do trabalho existente, no sentido de que a nova tecnologia adiciona mais do que retira da qualificação dos trabalhadores, bem como a criação e a expansão dos novos tipos de trabalho no setor do conhecimento, de modo que os trabalhadores em informação serão predominantes na economia.

Nesse contexto, as mudanças no mundo dos negócios se transformados, imprevistas e inesperadas. Drucker (2001a) é um dos teóricos da era da informação que analisa a transformação mundial no âmbito das associações.

Para o autor, essas mudanças estendem suas consequências nos ambientes sociais e econômico e também nas estratégias, na estrutura e na criação das empresas.

Uma estrutura organizacional em matriz se tornou insuficiente para dotar como associações de agilidade, mobilidade, inovação e mudança necessária para novas possibilidades e oportunidades dentro de um ambiente de mudanças intensas.

Face a isto, os processos organizacionais adquiriram maior importância quando comparados aos órgãos que formam a empresa. As cargas e funções passaram a ser constantemente redefinidas em virtude das mudanças no ambiente e na tecnologia. Ademais, os produtos e serviços passaram a ser ajustados de forma permanente às demandas e necessidade do cliente.

Para Bell (apud KUMAR, 1997), conhecimento e informação estão se tornando os recursos estratégicos e os agentes transformadores da sociedade pós-industrial, da mesma forma que a combinação de energias, recursos e tecnologia mecânica foram os instrumentos transformadores da sociedade industrial.

Ainda em relação à importância do conhecimento, Kumar (1997, p. 22) acrescentaenta:

Uma combinação de satélites, televisão, telefone, cabo de fibra óptica e microcomputadores enfeixou o mundo em um sistema unificado de conhecimento. Ela acabou com uma imprecisão da informação. Agora, pela primeira vez, somos uma economia realmente global, porque, pela primeira vez, temos informações compartilhadas de forma instantânea pelo planeta.

Em relação à valorização do conhecimento e à necessidade da informação, Drucker (2001b) afirma que a globalização transformada como permissão, permitindo que elas, de maneira geral, acessem às inovações tecnológicas.

Destarte, as empresas em geral têm acesso facilitado às novas tecnologias e o diferencial competitivo passa a ser o conhecimento. Passa-se então para a era do conhecimento, onde as mudanças são cada vez mais rápidas e as transformações inconstantes, exigindo-se cada vez mais preparação por parte do trabalhador.

Jor. Adelcio Machado dos Santos

 (MTE / SC nº 4155 - JP)





Contatos