Sessão solene do Poder Legislativo

Reinaldo Durigon e Pedro Francisco da Silva Neto, homenageados com o Título de Cidadão Honorário do Município de Capinzal (SC)

1.jpg

A sessão solene da Câmara de Vereadores de Capinzal, sexta-feira, 17 de janeiro, presidida por Renato Marcelo Markus (PL), às 19h, prestaram homenagem aos cidadãos Reinaldo Durigon e Pedro Francisco da Silva Neto.

Concede o Título de Cidadão Honorário de Capinzal ao Senhor Reinaldo Durigon.

SUBSTITUTIVO AO PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO Nº 2, DE 10 DE SETEMBRO 2019.

Art. 1º Fica concedido o Título de “CIDADÃO HONORÁRIO DE CAPINZAL” ao Senhor REINALDO DURIGON, em reconhecimento aos relevantes serviços prestados ao Município.

Art. 2º Este Decreto Legislativo entra em vigor na data de sua publicação.

Câmara de Vereadores, 10 de setembro de 2019.

Vereadores Autores:

Renato Marcelo Markus -PL.                           

Bruno Michel Fávero – SD                                

Rafael Edgar Tonial – PSB                                

 Kelvis Borges – PP

JUSTIFICATIVA

SUBSTITUTIVO AO PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO Nº 2, DE 10 DE SETEMBRO 2019.

 

          O presente Título de Cidadão capinzalense vem fazer justiça e reconhecimento aos relevantes serviços prestados ao Município de Capinzal pelo Senhor Reinaldo Durigon, que dos 75 anos que reside em Capinzal, cada dia foi aqui que plantou e planta, e é aqui nessa terra abençoada que cultiva e colhe até os dias de Hoje. 

 

          Abramo Durigon (seu pai) em 1910 veio do Rio Grande do Sul com 16 anos, chegando aqui foi morar na Linha São Paulo, onde trabalhou com os pais e irmãos até conhecer Ana Viecceli (sua mãe), que veio da Itália com 19 anos, com a qual se casou, e foram morar na Linha Bonita, onde sempre se dedicou na agricultura, colaborou na construção da indústria Reunida e na construção da Igreja Matriz de Rio Capinzal, cuidava das parreiras de uva e fazia um bom vinho, assim tiveram seus dez filhos.

         Reinaldo foi o sétimo filho da família e foi o primeiro a sair de casa com apenas sete anos, quando então, não estava bem de saúde e não sabiam o diagnostico, então veio para Capinzal tomar uma injeção para melhorar, mas ao tomar a tal injeção não conseguiu mais caminhar e teve que permanecer na cidade por um tempo para se recuperar, ficando em algumas casas onde o acolheram: Jacob Maestri, Palmiro Germani.

          Reinaldo depois de 30 dias começou a caminhar novamente, graças a um pedido de promessa de seus pais.

         Então Reinaldo já estava na cidade e se recuperando a cada dia, então começou a fazer alguma coisa, e foi trabalhar na sapataria Antônio Macarani, mas infelizmente não conseguiu seguir a carreira de sapateiro por causa do cheiro forte do couro.

        Partiu para nova oportunidade, começou um novo trabalho na oficina de Selvino Suzin, sua função era refilar madeira, preparava madeira para carregar na estrada de ferro e ali trabalhou por cinco anos, depois passou a trabalhar na São José como marceneiro, nesta época já tendo seus 21 anos, e mudou de trabalho novamente indo trabalhar para Mater Ferro, uma fábrica de móveis e ferraria.

         Conheceu Elaine Tercilia Serafini no dia em que foi colocada a primeira pedra da construção da ponte Irineu Bornhausen e começaram um namoro, e assim namoraram por três anos, em 1954 seu pai lhe comprou um terreno com uma casa, então se casaram em 1956 na igreja Matriz e a festa aconteceu na casa paterna em Linha Bonita.

         Quando vieram aqui morar na casa onde foi presente do seu papai, só encontraram três moradores e seu endereço era Rua São Bento.

         Em 1958 seu irmão montou uma fábrica de móveis, ali se fazia “um pouco de tudo”, janelas, portas, engenhos e precisava de ajuda, então Reinaldo foi ensinar seu irmão por oito anos, afinal já tinha experiência na área, nesse período teve dois filhos: Sergio e Celio.

         Depois desses anos ajudando seu irmão voltou a trabalhar na Mater Ferro, por mais um tempo e depois foi para Indústria Zortea Branquer, mas quando teve a enchente de 1984 a indústria teve que mudar e foi para Zortea, lá então era fábrica com nome de Lirio Zortea, permaneceu por nove anos e teve mais três filhos a Laenir, Gilberto e Cirangelo, só que depois a fábrica veio à decadência e então só restava voltar a trabalhar em Capinzal, foi à hora de Reinaldo montar seu próprio negócio, e assim montou uma vidraçaria.

          Reinaldo e seu filho tocaram a vidraçaria até que chegou um momento em que o movimento era pouco para duas pessoas ficarem ali, neste momento Reinaldo entregou as chaves da empresa para seu filho e disse que dali para frente ele cuidaria sozinho e foi trabalhar na canônica, quando já estava lá, há dez anos Reinaldo precisou fazer uma cirurgia e não poderia mais levantar peso, tinha que ter uma vida mais leve, tranquila.

          Para Reinaldo seria uma tortura ficar sem trabalhar, ele que nunca ficou sem trabalho a vida toda, mas estava ciente que precisa se cuidar. Então fez a cirurgia e ficou em uma vida mais calma, mas precisa fazer algo para passar seu tempo então começou a fazer o levantamento da família Durigon e decidiu escrever um livro para contar a história da família, em 2000 fez o lançamento do livro e gostou tanto que deu sequência e escreveu outro livro, e em 2018 fez o lançamento do segundo livro, neste tempo também fazia mais algumas coisinhas em casa, produzia capelinhas e entre outros.

          Reinaldo contou que teve o dom de fazer o bem na vida, de ser feliz, sempre teve boas oportunidades, sempre fez bons negócios, nunca teve dividas, sempre procurou resolver com calma cada passo, pois sempre avistava o próximo degrau para subir na vida, contou sem pressa, assim como também é a vida dele, teve o privilégio da participação na fundação do grupo São Francisco.

         É Assim que Reinaldo Durigon vive a vida, e segundo o mesmo, “Ter desafios é o que faz a vida interessante, e superá-los é o que faz a vida ter sentido”.

Parabéns Reinaldo Durigon, por fazer parte da história de Capinzal.

 

Câmara de Vereadores, em 10 de setembro de 2017.

Vereadores Autores:

Renato Marcelo Markus -PL.                           

Bruno Michel Fávero – SD                         

Rafael Edgar Tonial – PSB                                  

Kelvis Borges – PP

 

SUBSTITUTIVO AO PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO Nº 3 DE 26 DE SETEMBRO 2019.

 

Concede o Título de Cidadão Honorário de Capinzal ao Senhor Pedro Francisco da Silva Neto.

Art. 1º Fica concedido o Título de “CIDADÃO HONORÁRIO DE CAPINZAL” ao Senhor PEDRO FRANCISCO DA SILVA NETO, em reconhecimento aos relevantes serviços prestados ao Município.

 

Art. 2º Este Decreto Legislativo entra em vigor na data de sua publicação.

 

Câmara de Vereadores, 26 de setembro de 2019.

Vereadores Autores:

Lucas Antonio Dorini – MDB                                Alcidir Afonso Coroneti-MDB

Valmor de Vargas- PPS                                         Carlos Adriano Zocoli-PSDB                                

 

JUSTIFICATIVA

SUBSTITUTIVO AO PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO Nº 3 DE 26 DE SETEMBRO 2019.

O presente Título de Cidadão capinzalense vem fazer justiça e reconhecimento aos relevantes serviços prestados ao Município de Capinzal pelo Senhor Pedro Francisco da Silva Neto.

O senhor Pedro nasceu em 25 de Julho de 1945 na cidade de Soledade Rio Grande do Sul, filho de João Francisco da Silva e Nair Moraes da Silva. Mudou-se para Capinzal em 22 de abril de 1968, e foi nessa cidade que conheceu Angela Matielo da Silva, com quem se casou em 10 de agosto de 1979, desce laço matrimonial tiveram duas filhas Gabrieli e Carolina. Pedro tem mais três filhos de seu relacionamento anterior: Naiara Alexandre e Ricardo.

O Senhor Pedro sempre teve muito amor por essa terra realizando importantes trabalhos por Capinzal, dentre eles um marcou muito sua vida, que foi ter participado em 1970, como sócio fundador da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Capinzal – APAE, segundo ele, esse foi um período em que até hoje recorda com grande gratidão por ter feito parte dessa associação, que tem um importante e valioso valor humano, amor pelas pessoas. ”Qualquer pessoa pode entrar e sair de nossas vidas, mas as especiais lutamos para que permaneça eternamente”.

Também, nos anos de 1971 e 1972 seu Pedro Francisco da Silva Neto participou efetivamente da gestão do Lions Clube de Capinzal e do Ateneu Clube, exercendo cargo de secretário sempre teve uma presença marcante com sugestões de desenvolvimento, positividades e de muito trabalho voltado para a população de nossa região, seriedade e dedicação sempre foi seu ponto forte.

Aproveitando de sua formação e conhecimentos na agronomia, foi extensionista rural da ACARESC em Capinzal e Ouro, exercendo um papel fundamental na ligação entre o produtor rural e os governos estaduais. Além da ajuda na elaboração de projetos e estratégias de produção, ele auxiliava no desenvolvimento geral das propriedades, atuando junto aos produtores rurais promovendo o desenvolvimento técnico e sustentável.

Nada é mais importante para os negócios, do que priorizar e apoiar integralmente as pessoas. Além disso, trabalhar em prol do bem comum, focando no desenvolvimento e valorizando-as fazendo com que se sintam importantes.

É Assim, que Pedro Francisco da Silva Neto compartilha de seus conhecimentos e de suas atuações, sempre participou ativamente nas entidades nas quais fez parte, até os dias de hoje seu Pedro é incansável na busca de seus objetivos. “Não importa quais sejam os obstáculos e as dificuldades. Se estamos possuídos de uma inabalável determinação, conseguiremos superá-los”.

Parabéns ao Senhor Pedro Francisco da Silva Neto, por fazer parte da história de Capinzal.

Câmara de Vereadores, Capinzal 26 de setembro de 2019.

 

Vereador Autores:

Lucas Antonio Dorini – MDB                                Alcidir Afonso Coroneti-MDB

Valmor de Vargas- PPS                                         Carlos Adriano Zocoli-PSDB   

 

 

 

 

                             

 

 

 

Imagens

Vídeos

Sessão Solene 1.mp4

Sessão Solene 2.mp4

Sessão Solene 3.mp4

Sessão Solene 4.mp4

Sessão Solene 5.mp4

Sessão Solene 6.mp4

Sessão Solene 7.mp4

Sessão Solene 8.mp4

SESSÃO SOLENE 91 OK.mp4

Sessão Solene 10.mp4

Sessão Solene 11.mp4

Sessão Solene 12.mp4

Sessão Solene 13.mp4

mais sobre:

Sessão solene