Educação empreendedora incentiva vivências colaborativas de aprendizagens

APAE de Pinhalzinho mantém atividades do JEPP do Sebrae/SC de maneira remota com os educandos

Educação empreendedora incentiva vivências colaborativas de aprendizagens
Foto: MB Comunicação Empresarial/Organizacional
? A iniciativa visa o contínuo desenvolvimento da autonomia, a compreensão de direitos e deveres e sua importância como ser social (Divulgação Apae).

Comprometimento e envolvimento da família para a realização das atividades propostas pelo Programa Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP) do Sebrae/SC foram fundamentais para os resultados obtidos com o desenvolvimento de aprendizagem dos educandos no período de isolamento social. A avaliação é da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Pinhalzinho (APAE), que manteve todas as atividades de maneira remota em 2020, mesmo em um ano atípico em função da pandemia da covid-19. 

As atividades eram enviadas aos educandos por meio de videoaulas gravadas pelos professores e encaminhadas aos grupos de WhatsApp de cada turma. Para cada sugestão do JEPP foi adotado como padrão o esclarecimento detalhado da atividade com a recomendação das famílias utilizarem os materiais que possuíam em casa. De acordo com a diretora da entidade, Leoni Cecilia Rachor Busz, a proposta do programa é diferenciada, inclusiva e traz vivências e experiências colaborativas de aprendizagens por meio da educação empreendedora incentivando-os a novas aprendizagens na perspectiva de conhecer e desenvolver comportamentos empreendedores.

"A iniciativa visa o contínuo desenvolvimento da autonomia, a compreensão de direitos e deveres e sua importância como ser social, bem como sua participação na comunidade enfatizando a importância de trabalhar atividades pedagógicas na proposta de ensino do currículo funcional/natural, formação conceitual e estimulação cognitiva", enaltece Leoni. As oficinas desenvolvidas no segundo semestre do ano passado foram: "O Mundo das Ervas Aromáticas", "Temperos Naturais", "Oficina de Brinquedos Ecológicos", "Locadoras de Produtos", "Sabores e Cores".

Os objetivos da APAE de Pinhalzinho com o JEPP foram viabilizar o acesso às atividades de forma remota promovendo a continuidade das aulas e dos conteúdos mesmo no período da pandemia; fomentar o empreendedorismo, proporcionando a prática, o estudo e o debate no contexto familiar da educação especial. Também visou proporcionar vivências e experiências colaborativas de aprendizagem por meio de oficinas; desenvolver diferentes vivências com jogos, atividades pedagógicas proporcionando a compreensão de regras e de oferecer ações que desenvolvam habilidades e comportamentos empreendedores.

Segundo a diretora da APAE, o processo educacional é uma fase fundamental na vida de todo o indivíduo e contribuiu na formação do caráter, que refletirá em seu comportamento futuro. "Uma educação inclusiva mostra que não é necessário criar barreiras entre as pessoas e como todos podem estar integrados, com os mesmos direitos e cumprindo as mesmas obrigações. Assim, estimula o que é conhecimento como equidade, equiparando os indivíduos, o que permite resultados melhores", analisa ao comentar que a intenção é a formação integral do cidadão, crítico, participativo, criativo.

"Essa parceria Sebrae/SC e APAE de Pinhalzinho acontece há quatros anos e a cada edição do JEPP nos encantamos com os trabalhados apresentados e os resultados obtidos com os educandos e suas famílias. Isso é possível porque a educação atua como transformadora incentivando a quebra de paradigmas, o desenvolvimento das habilidades e os comportamentos empreendedores", analisa o gerente regional do Sebrae/SC no oeste e extremo oeste, Udo Martin Trennepohl ao comentar que o programa também será realizado neste ano no município.

A APAE de Pinhalzinho atende educandos dos municípios de Pinhalzinho, Águas Frias, Nova Erechim, Nova Itaberaba, Saudades e União do Oeste.

JEPP

O programa visa fomentar o empreendedorismo, proporcionando prática, estudo e debate; vivências e experiências colaborativas de aprendizagem; desenvolvimento de diferentes atividades que incentivem a prática do pensar; compreensão de regras e estímulo ao pensamento empreendedor, além de atividades que aprimoram habilidades.


MB Comunicação Empresarial/Organizacional

Jornalista Responsável - Marcos A. Bedin - MTE SC 00085-JP


Imagens

Educação empreendedora incentiva vivências colaborativas de aprendizagens

Educação empreendedora incentiva vivências colaborativas de aprendizagens
Foto: MB Comunicação Empresarial/Organizacional
Proposta do programa é diferenciada, inclusiva e traz vivências e experiências colaborativas de aprendizagens (Divulgação APAE).

Educação empreendedora incentiva vivências colaborativas de aprendizagens

Educação empreendedora incentiva vivências colaborativas de aprendizagens
Foto: MB Comunicação Empresarial/Organizacional
A educação incentiva novas aprendizagens na perspectiva de conhecer e desenvolver comportamentos empreendedores (Divulgação Apae).

Educação empreendedora incentiva vivências colaborativas de aprendizagens

Educação empreendedora incentiva vivências colaborativas de aprendizagens
Foto: MB Comunicação Empresarial/Organizacional
? A iniciativa visa o contínuo desenvolvimento da autonomia, a compreensão de direitos e deveres e sua importância como ser social (Divulgação Apae).

Educação empreendedora incentiva vivências colaborativas de aprendizagens

Educação empreendedora incentiva vivências colaborativas de aprendizagens
Foto: MB Comunicação Empresarial/Organizacional
O processo educacional é uma fase fundamental na vida de todo o indivíduo e contribuiu na formação do caráter (Divulgação Apae).